domingo, 31 de maio de 2009

Soneto I



Quando me aperta o coração
Te sinto
sucinto
na minha mão

Uma palavra
eu choro
Uma lágrima
eu imploro

Sentimento teu
tenho aqui,
coração meu

Ás vezes sorri.
Olhos teus
me vêem partir.

(KS)
31/05/09

Nenhum comentário: