terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Metade de mim



Sem palavras, meus dedos transcorrem o teclado e quem escreve já não sou mais eu. Estou anestesiada hoje. Meu sono se partiu em mil e resolveu escorrer para debaixo da cama, entre a poeira e as tábuas. Meu coração pode se tornar pedra de novo, vai saber. Apática. Assim me vejo refletida. Olhos mortos e boca imóvel. Respiração pequena, como se nem quisesse que ela estivesse ali. Como se tudo que eu quisesse... não, não quero falar disso.

Confiança é como vidro, frase clichê. Mas trincada, não é reconstruída. A menos que você destrua o vidro em pequenos pedacinhos, e reconstrua-o: from scratch.
Qual a fórmula? Porque deve existir uma aplicável. Uma que aceite variáveis. Acho que chorar pode ser um começo, o problema é não conseguir parar. Porque, sim. Existe esse problema! E insistimos em ouvir aquela música que nos faz querer chorar mais do que antes.

E no fim, você só pode confiar em você mesmo, porque o resto... o resto pede confiança, mas o que faz para merecê-la? Sim, talvez faça algo. Mas nesse momento o peso da balança é leve demais para ser considerado.

Anestesiada demais para continuar.

Metade de Kika
28/02/12
5:19 am

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Pensamentos ou Só você

As pessoas deveriam poder dizer o que sentem, o que pensam. Mas aí, qual seria o objetivo?

Saber o que o outro pensa, é o mais íntimo de um relacionamento, não importa o grau... e o mais impossível de se alcançar!

Qual é a barreira do saudável e do doentio? No pensamento temos a liberdade de achar, de julgar, de querer o impossível, de ter o inimaginável... mas nos fim das contas, ainda bem, foi só um pensamento...

Pode-se até cometer assassinato sem ser preso, pode-se fugir e voltar a hora que quiser,
pode-se amar e "desamar" no mesmo instante. Pode-se xingar e elogiar ao mesmo tempo,
pode ser e não ser, sem questionamentos. Pode-se voar. Pode-se sorrir, e o mais importante, pode-se chorar sem constrangimentos...
Porque chorar vai além da tristeza, é aquela coisa de alma. De lavar, renovar e deixar
florir um novo sorriso a cada manhã.

Só você se conhece de verdade.
Só você pode se julgar e deixar-se ser julgado.
Só você pode sentir o que sente, e só você pode dizer aonde quer chegar!

Kika
(19/02/12)